Portal de Anuncio Sorocaba Classificados em Sorocaba



Portal de Anuncio Sorocaba Classificados em Sorocaba



Portal de Anuncio Sorocaba Classificados em Sorocaba



Portal de Anuncio Sorocaba Classificados em Sorocaba



Facebook






Notícias

RSS Feed - Mantenha-se Informado


22/07 - PAT Jaguariúna oferece vagas para 14 cargos; veja lista de oportunidades
Interessados devem comparecer à unidade com Carteira de Trabalho, RG, CPF e número do PIS. Vagas são para todos os gêneros. PAT Jaguariúna tem vagas para 14 funções Divulgação/Prefeitura de Petrópolis O Posto de Atendimento ao Trabalhador (PAT) de Jaguariúna (SP) está com vagas em 14 cargos a serem preenchidos nesta segunda-feira (22). As funções contemplam diversos níveis de escolaridade. Confira a lista completa abaixo. As vagas são atualizadas uma vez por semana e são para todos os gêneros. Algumas exigem experiência comprovada na Carteira de Trabalho. A remuneração e o número de vagas para cada oportunidade são informados no próprio atendimento. Os interessados devem comparecer pessoalmente à unidade do PAT da cidade, localizado na Rua Coronel Amâncio Bueno, 810, centro, com Carteira de Trabalho, RG, CPF e número do PIS em mãos. Confira as vagas: Auxiliar de técnico em refrigeração Cartazista Doméstica (o) Encanador (a) industrial Inspetor (a) de qualidade Instalador (a) de vidros Instrutor (a) de informática Líder de portaria Oficial de cozinha Porteiro (a) Reparador (a) de placas eletrônicas Repositor (a) em supermercado Técnico (a) eletricista Técnico (a) em farmácia Serviço PAT de Jaguariúna Onde: Rua Coronel Amâncio Bueno, 810, Centro de Indaiatuba Horário de funcionamento: das 8h às 11h30 e das 13h às 16h30 Veja mais notícias da região no G1 Campinas
Veja Mais

22/07 - De padeiro a costureira, PAT Americana divulga 51 vagas de emprego; veja como se candidatar
Interessados podem se candidatar às vagas no site da Prefeitura. PAT Americana divulgou 51 nesta segunda-feira (22) Rafael Neddermeyer/Fotos Públicas O Posto de Atendimento ao Trabalhador (PAT) de Americana (SP) está com 51 vagas de emprego disponíveis em diversas áreas, incluindo oportunidades para pessoa com deficiência (PCD). [Confira a lista completa abaixo]. As vagas são para todos os gêneros. Os interessados devem se candidatar pelo site da Prefeitura, com o cadastramento do currículo. O PAT fica localizado na Rua Anhanguera, 16, no centro, e o horário de atendimento funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 16h. Confira as vagas Ajudante de preparação de veículos - 1 vaga Ajudante geral - 1 vaga Atendente de SAC - 1 vaga Auxiliar administrativo - 1 vaga Auxiliar de expedição - 1 vaga Auxiliar de produção - 5 vagas Costureira (o) - 12 vagas Encarregado de hortifruti - 1 vaga Gerente industrial - 1 vaga Jardineiro (a) - 1 vaga Líder de limpeza - 1 vaga Líder de produção - 1 vaga Mecânico (a) de manutenção de máquina de costura - 1 vaga Mecânico de fundição - 1 vaga Operador (a) de enfestadeira - 1 vaga Padeiro (a) - 1 vaga Polidor (a) de veículos - 1 vaga Revisor (a) de tecido - 2 vagas Serralheiro (a) industrial - 1 vaga Tratorista - 1 vaga Vendedor (a) externo - 8 vagas Vendedor (a) porta a porta - 5 vagas Motorista de ônibus 1 vaga (PCD) Operador de supermercado 1 vaga (PCD) Serviço PAT Americana Endereço: Rua Anhanguera, nº 16, Centro. Horário de funcionamento: O PAT funciona das 8h às 16h e atende de segunda-feira a sexta-feira. Veja mais oportunidades da região no G1 Campinas
Veja Mais

22/07 - Vale tem queda de 18% em vendas de minério e pelotas no 2º tri; produção de minério cai 34%
Além do impacto do rompimento da barragem em Brumadinho, no final de janeiro, que deixou centenas de mortos, recuo teve contribuição de fortes chuvas no Sistema Norte, em abril e início de maio. As vendas de minério de ferro e pelotas da Vale caíram 18,2% no segundo trimestre ante mesmo período de 2018, enquanto a produção de minério de ferro recuou 33,8% na comparação anual, em meio a paradas de minas após o desastre em Brumadinho (MG), informou a mineradora nesta segunda-feira (22). O volume de vendas de minério e pelotas somou 70,8 milhões de toneladas entre abril e junho. Na comparação com o primeiro trimestre, porém, as vendas cresceram 4,5%, devido ao consumo de estoques no exterior, disse a empresa Além do impacto do rompimento da barragem, no final de janeiro, um desastre que deixou centenas de mortos, o recuo teve a contribuição de fortes chuvas no Sistema Norte, em abril e início de maio. Já a produção de minério de ferro atingiu 64,057 milhões de toneladas, recuo de 33,8% em relação ao mesmo período do ano passado e queda de 12,1% ante o primeiro trimestre. Rompimento em Brumadinho acendeu alerta sobre barragens do estado Raquel Freitas/G1 Maior produtora global de minério de ferro, a Vale destacou que a produção da commodity "apresentou melhoria substancial" no fim do segundo trimestre, com a retomada das operações da mina de Brucutu (MG), que haviam sido interrompidas após Brumadinho, e o aumento de embarques no Sistema Norte. "O efeito combinado dos dois eventos será consideravelmente percebido no segundo semestre", disse a empresa, em relatório trimestral de produção e vendas. A Vale também reafirmou sua previsão de vender entre 307 milhões e 332 milhões de toneladas de minério de ferro e pelotas em 2019, e pontuou que a expectativa atual é de que as vendas fiquem próximas ao centro da faixa. A atual previsão de produção foi anunciada há cerca de um mês, quando a empresa informou que retomaria a produção na mina de Brucutu (MG), sua principal produtora de minério de ferro em Minas Gerais e um dos ativos impactados por paralisações de unidades desde o rompimento mortal de sua barragem em Brumadinho. Já as vendas apenas de minério de ferro da Vale caíram 15,5% entre abril e junho, em comparação com o segundo trimestre de 2018, para 61,945 milhões de toneladas. Na comparação com o primeiro trimestre, houve um avanço de 11,8%, informou a companhia. A produção de pelotas somou 9,071 milhões de toneladas no segundo trimestre, queda de 29,3% ante o mesmo período do ano passado e recuo de 25,5% em relação ao primeiro trimestre deste ano. As vendas de pelotas somaram 8,842 milhões de toneladas, queda de 33,2% ante o mesmo período do ano passado e recuo de 28,2% em relação ao primeiro trimestre. Initial plugin text
Veja Mais

22/07 - Prévia sinaliza recuo da confiança da indústria em julho, mostra FGV
Resultado negativo do índice neste mês seria determinado tanto pela piora na percepção dos empresários em relação à situação atual quanto pelas perspectivas futuras dos negócios. A prévia da Sondagem da Indústria da Fundação Getulio Vargas (FGV) sinaliza recuo de 1,7 ponto do Índice de Confiança da Indústria (ICI) em julho em relação ao número final de junho. O resultado negativo do índice neste mês seria determinado tanto pela piora na percepção dos empresários em relação à situação atual quanto pelas perspectivas futuras dos negócios. O Índice da Situação Atual (ISA) cairia 2,5 pontos, para 94,1, o menor patamar desde outubro de 2018 (93,4 pontos). Por sua vez, o Índice de Expectativas (IE) diminuiria 0,9 ponto, para 93,9, o mais baixo desde julho de 2017 (93,1 pontos). No entanto, o resultado preliminar de julho sinaliza aumento de 0,6 ponto porcentual do Nível de Utilização da Capacidade Instalada da Indústria (Nuci), para 75,6%.
Veja Mais

22/07 - BB compra carteira de crédito do Banco Votorantim por R$ 683,5 milhões
Em abril, o BB já havia realizado duas operações semelhantes, pagando um total de R$ 1,974 bilhão para adquirir carteiras do Votorantim. O Banco do Brasil informou nesta segunda-feira (22) que comprou uma carteira de crédito do Banco Votorantim (BV Financeira) - que controla em parceria com a família Ermírio de Morares - por R$ 683,459 milhões. O contrato para cessão de direitos creditórios com retenção substancial de riscos e benefícios (com coobrigação do cedente) foi firmado no dia 10 de julho. Em abril, o BB já havia realizado duas operações semelhantes, pagando um total de R$ 1,974 bilhão para adquirir carteiras do Votorantim. Segundo o BB, a coobrigação assumida pelo Votorantim prevê o pagamento dos vencimentos independentemente da inadimplência da carteira, com mecanismo de “first loss”. De acordo com o banco, o negócio com o Votorantim, que é uma parte relacionada, “decorre da sinergia estratégica entre as instituições”. “Os procedimentos e medidas adotadas seguem os padrões do mercado de cessões de créditos, sendo formalizadas por intermédio de contratos de cessões de direitos creditórios e validadas e liquidadas na C3 (central de registro de contratos de crédito) a preço de mercado”.
Veja Mais

22/07 - Bovespa opera em alta com mercado na expectativa de temporada de balanços
Na sexta-feira, o Ibovespa caiu 1,21%, a 103.451 pontos. Painel da B3, antiga Bovespa, mostra cotações dos papeis negociados na bolsa Paulo Whitaker/Reuters O principal índice da Bolsa de Valores de São Paulo, a B3, opera em alta nesta segunda-feira (22), favorecido pelo viés relativamente positivo em praças acionárias no exterior, tendo de pano de fundo expectativas para a temporada de resultados trimestrais no Brasil. Às 11h49, o Ibovespa subia 0,75%, a 104.231 pontos. Veja mais cotações. Por volta do mesmo horário, as ações da BRF subiam ao redor de 5%, e Itaú Unibanco e Bradesco avançavam em torno de 1%. Já os papéis da Vale recuavam mais de 1%. Na sexta-feira, o Ibovespa caiu 1,21%, a 103.451 pontos. Na semana passada, o índice recuou 0,44%. No acumulado do ano, no entanto, acumula alta de 17,71%.
Veja Mais

22/07 - Nova tabela de frete rodoviário será suspensa, diz ministro da Infraestrutura
Tarcísio Freitas afirmou que vai abrir mais uma rodada de negociações com os caminhoneiros. Resolução com regras para cálculo do frete mínimo foi publicada pela ANTT na quinta (18). O ministro de Infraestrutura, Tarcísio Freitas Marcelo Camargo/Agência Brasil O ministro da Infraestrutura, Tarcísio Freitas, afirmou ao G1 nesta segunda-feira (22) que será suspensa a resolução da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) que estabeleceu regras para o cálculo do piso do frete rodoviário. A resolução foi publicada pela ANTT, na última quinta-feira (18), após passar por consulta pública e entrou em vigor no sábado (20). Segundo o ministro, vai ser aberta uma nova rodada de negociação com os caminhoneiros. Há uma reunião prevista para quarta-feira (24). A nova tabela para cálculo do frete mínimo foi criada em conjunto com o Grupo de Pesquisa e Extensão em Logística Agroindustrial, ligado à Universidade de São Paulo (USP), e gerou críticas de caminhoneiros. Em nota divulgada no final da manhã desta segunda, o Ministério da Infraestrutura afirmou que solicitou formalmente a suspensão do novo piso mínimo à ANTT. O ministério informou que a votação sobre a suspensão cautelar da resolução será feita em uma reunião extraordinária da ANTT marcada para 18h. A pasta explicou que foi observada "insatisfação em parcela significativa dos agentes de transporte" e que "diferenças conceituais quanto ao valor do frete e o piso mínimo" devem ser novamente discutidas com a categoria. "O diálogo segue sendo o principal mecanismo com o qual vamos buscar o consenso no setor de transportes de cargas. Por isso a importância em dar continuidade às reuniões. Estamos desde o início do ano com as portas abertas no ministério e esta tem sido a melhor forma de dar transparências às decisões que estão sendo tomadas em conjunto", explicou o ministro Tarcísio Freitas. Caminhoneiros A categoria reclama que a nova fórmula não considera a remuneração dos caminhoneiros autônomos. Um dos líderes do movimento de greve de 2018, o caminhoneiro Wanderlei Alvez, conhecido como Dedeco, explicou que a resolução não abriga a remuneração do caminhoneiro e só considera para o cálculo do piso do frete os custos. "Não existe remuneração. Existe um campo para colocar qual o lucro o caminhoneiro quer receber, mas o embarcador não vai pagar porque não é obrigatório", afirmou Dedeco. Segundo ele, a categoria ficou mais calma com a notícia da revogação da resolução e espera resolver a questão na reunião de quarta-feira (22) como o ministro Tarcísio Freitas. Novas regras A nova resolução prevê que 11 categorias de cargas serão usadas no cálculo do frete mínimo e amplia os itens considerados no cálculo. Além da distância percorrida, o cálculo do frete mínimo também considera o tempo de carga e descarga do caminhão, custo com depreciação do veículo, remuneração do caminhoneiro, impostos, entre outros. Quando divulgou a nova tabela, a ANTT informou que a consulta pública sobre as novas regras recebeu 500 contribuições e que "parte significativa dessas contribuições foram acatadas e serviram de subsídio para o aprimoramento da proposta". A tabela de frete foi criada no ano passado, pelo governo Michel Temer, após a greve dos caminhoneiros que bloqueou estradas e comprometeu o abastecimento de combustível, de medicamentos e de alimentos em todo o Brasil. A criação era uma das reivindicações da categoria.
Veja Mais

22/07 - CPAT Campinas divulga 46 vagas de emprego com salários até R$ 2 mil; veja lista
Interessados devem comparecer a uma das unidades do CPAT para análise de perfil e cadastro. Documentos obrigatórios são RG, CPF, Carteira de Trabalho e o número do PIS. CPAT divulgou 46 vagas de emprego nesta segunda-feira (22) Murillo Gomes/G1 O Centro Público de Apoio ao Trabalhador (CPAT) de Campinas (SP) oferece 46 vagas de emprego para moradores da região nesta segunda-feira (22). Os salários vão até R$ 2 mil, sendo a maior remuneração destinada ao cargo de operador (a) de retroescavadeira. As oportunidades são para todos os gêneros e contemplam diversos níveis de escolaridade. Algumas vagas são exclusivas para pessoas com deficiência (PCD). Para se candidatar, é necessário comparecer a uma das unidades do CPAT para análise de perfil e cadastro, levando RG, CPF, Carteira de Trabalho e o número do PIS. O órgão esclarece que as vagas estão sujeitas a alterações ao longo do dia. Para mais informações, acesse o site do órgão. Confira a lista de vagas Auxiliar de cozinha - 1 vaga Auxiliar de manutenção predial - 1 vaga Auxiliar pessoal - 1 vaga Auxiliar de segurança - 2 vagas Motorista para loja de material de construção - 1 vaga Operador (a) de empilhadeira - 5 vagas Operador (a) de motosserra - 6 vagas Operador (a) de retroescavadeira - 1 vaga Operador (a) de telemarketing - 20 vagas Operador (a) de movimentação de carga - 8 vagas Endereço CPAT Unidade Centro Avenida Campos Sales, 427, Centro. De segunda a sexta-feira - Das 7h30 às 17h30. O atendimento na última sexta-feira do mês é encerrado às 12h. Unidade Ouro Verde Ruy Rodriguez, 3.900, Parque Universitário (Shopping Spazio Ouro Verde, 1º andar). De segunda a sexta-feira - Das 8h às 16h. O atendimento na última sexta-feira do mês é encerrado às 11h. Unidade Campo Grande Rua Manoel Machado Pereira, 902 (em frente à Praça da Concórdia). De segunda a sexta-feira - Das 8h às 16h. O atendimento na última sexta-feira do mês é encerrado às 11h. Veja mais oportunidades da região no G1 Campinas
Veja Mais

22/07 - Dólar opera em queda na expectativa por decisões de juros nos EUA, zona do euro e Brasil
Na sexta-feira, a moeda norte-americana subiu 0,48%, a R$ 3,7457. Na semana passada, o dólar avançou 0,2%. Notas de dólar REUTERS/Dado Ruvic O dólar opera em queda nesta segunda-feira (22), em meio à expectativa pelas decisões de política monetária nos Estados Unidos, Brasil e zona do euro, com a reunião do Banco Central Europeu (BCE) na quinta-feira. Às 11h50, a moeda norte-americana caía 0,19%, vendida a R$ 3,7387. Veja mais cotações. Na sexta-feira, a moeda norte-americana subiu 0,48%, a R$ 3,7457. Na semana passada, o dólar avançou 0,2%. Cenário externo "Nos últimos dias, toda a questão de cenário melhor, perspectiva de juros mais baixo lá fora, Previdência tendo andado bem aqui fez com que a moeda permanecesse bem nesse patamar", afirmou à Reuters o economista-chefe da Geral Asset, Denilson Alencastro. O mercado adota compasso de espera em semana que deve ter agenda tranquila, antes das decisões de juros de bancos centrais ao redor do mundo, a começar pelo Banco Central Europeu nesta quinta-feira. Mercados financeiros precificavam mais de 50% de chance de o BCE fazer um corte de 10 pontos básicos na taxa de juros e investidores em títulos esperam ao menos uma promessa clara de ação em setembro. Com relação aos Estados Unidos, as expectativas de um corte de 0,50 ponto percentual diminuíram ainda mais depois que o Wall Street Journal noticiou que o Federal Reserve (BC dos EUA) deve cortar os juros em 0,25 ponto quando se reunir no final do mês, e pode fazer novas reduções no futuro dado o crescimento global e as incertezas comerciais. A consolidação das apostas de que o Fed optará por um corte mais modesto na reunião da próxima semana pressionava ligeiramente moedas emergentes neste pregão. Cenário local Internamente, participantes do mercado acompanham eventuais desdobramentos ligados à agenda econômica em meio ao recesso no Congresso e há atenção para as recentes declarações controversas do presidente Jair Bolsonaro e seu impacto nas relações do Executivo com outros Poderes. Agentes financeiros também trazem no radar a decisão do Copom na próxima semana, sob expectativa de que o BC reduzirá a Selic em 0,25 ponto percentual. "O importante é entender a questão do Copom. Todo mundo estava na expectativa dado que nas últimas comunicações por parte do BC, eles têm colocado que dependiam um pouco da reforma (da Previdência)", afirmou Alencastro à Reuters. Segundo ele, agora que a reforma avançou consideravelmente, o Banco Central já tem um argumento para reduzir os juros. "Já é um tendência interessante". Conforme anunciado na quinta-feira, o Banco Central fará nesta segunda-feira leilão de linha de venda de dólar com compromisso de recompra para rolagem do vencimento agosto, com oferta de US$ 2 bilhões. Na sexta-feira, a autoridade monetária já havia realizado leilão de linha, vendendo a oferta total de US$ 2 bilhões.
Veja Mais

22/07 - Hortolândia abre inscrições para 520 vagas em 12 cursos gratuitos de capacitação profissional
Interessados devem comparecer ao prédio do Hortofácil até dia 09 de agosto, portando os documentos de RG, CPF e comprovante de endereço atualizado. Prédio do Hortofácil em Hortolândia (SP) é o local para realização de inscrições. Reginaldo Prado/Prefeitura de Hortolândia Hortolândia (SP) está com inscrições abertas a partir desta segunda-feira (22) para 520 vagas disponíveis em 12 cursos gratuitos de capacitação profissional, em diversas áreas de atuação. Confira a lista completa abaixo. Os interessados devem comparecer ao prédio do Hortofácil até dia 9 de agosto, portando os documentos de RG, CPF e comprovante de endereço atualizado. No caso de menores de idade, a inscrição deve ser realizada com o acompanhamento do adulto responsável. O atendimento acontece de segunda a sexta-feira, das 8h30 às 11h30, e das 13h30 às 16h30, na Rua Argolino de Moraes, nº 405, na Vila São Francisco. De acordo com a organização, haverá um processo seletivo caso o número de inscritos seja superior ao de vagas disponíveis, sendo utilizado como critério de avaliação a condição socioeconômica do candidato. Os cursos possuem, em média, 72 horas/aula e duração de três a quatro meses, com dois encontros semanais. Confira os cursos e o nº de vagas Assistente de RH - 60 vagas Administração com ênfase em empreendedorismo - 30 vagas Gestão de salão de beleza - 60 vagas Auxiliar de serviços gerais - 30 vagas Limpeza hospitalar - 30 vagas Português para refugiados - 30 vagas Desenvolvimento de sites - 60 vagas Operador de computador - 60 vagas Informática básica - 60 vagas Informática e Tecnologia - 60 vagas Manutenção de celular - 10 vagas Pintor residencial - 30 vagas Veja mais oportunidades da região no G1 Campinas
Veja Mais

22/07 - Abertas inscrições no concurso da Prefeitura de Várzea, PB
São 43 vagas de emprego e salários de até R$ 10 mil. Divulgação Estão abertas a partir desta segunda-feira (22) as inscrições no concurso para a Prefeitura de Várzea, no Sertão paraibano, que oferece 43 vagas de emprego em cargos de níveis fundamental, médio, técnico e superior. Os salários variam de R$ 998 a R$ 10 mil e as inscrições abrem no dia 22 de julho. Veja o edital da seleção para a prefeitura de Várzea De acordo com o edital, o cargo com mais vagas é o de auxiliar de serviços gerais, que tem seis oportunidades para pessoas com nível fundamental incompleto. O cargo com maior salário é o de médico clínico geral ESF, que exige nível superior em medicina além registro no conselho de classe. Além destes cargos, também há vagas para assistente social, bibliotecário, condutor socorrista, educador físico, enfermeiro plantonista, farmacêutico, fisioterapeuta, fonoaudiólogo, médico plantonista, médico psiquiatra, médico pediatra, motorista D, motorista escolar, nutricionista, professor de educação básica I, professor de educação básica II (ciências, educação física, matemática e português), psicólogo, psicólogo educacional, psicopedagogo clínico, técnico em enfermagem e terapeuta ocupacional. As inscrições devem ser feitas exclusivamente pela internet, no site da organizadora, até 22 de agosto. A taxa de inscrição custa R$ 40 para cargos de nível fundamental, R$ 50 para cargos de nível médio ou técnico e R$ 90 para cargos de nível superior. As provas estão previstas para acontecer no dia 22 de setembro. Concurso da Prefeitura de Várzea Vagas: 43 Níveis: fundamental, médio, técnico e superior Salários: R$ 998 a R$ 10 mil Prazo de inscrição: 22 de julho a 22 de agosto Local de inscrição: site da organizadora, EducaPB Taxas de inscrição: R$ 40 (fundamental), R$ 50 (médio/técnico) e R$ 90 (superior) Provas: 22 de setembro Edital do concurso da Prefeitura de Várzea
Veja Mais

22/07 - De farmacêutico a vendedor: veja vagas de emprego em 6 cidades da região de Piracicaba
Oportunidades foram divulgadas pelos centros de atendimento ao trabalhador de Piracicaba, Santa Bárbara d'Oeste e São Pedro e empresas ficam também em Americana, Elias Fausto e Limeira. Vagas são para diversas áreas Beatriz Braga/G1 Os serviços de apoio ao trabalhador de Piracicaba (SP), Santa Bárbara d'Oeste (SP) e São Pedro (SP) divulgaram 50 oportunidades de emprego e estágio que podem ser concorridas a partir desta segunda-feira (22). Os postos são para diversas áreas e níveis de conhecimento. Veja a lista de cargos em cada cidade. As opções vão desde empregos em áreas operacionais até trabalho no setor de vendas. Os candidatos podem encontrar também opções como auxiliar de açougue, desenhista, chef de cozinha, farmacêutico e técnico de automação. Algumas oportunidades exigem Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e experiência, enquanto outras aceitam pessoas que nunca trabalharam. As empresas ficam também em Americana (SP), Elias Fausto (SP) e Limeira (SP). Há também oportunidades para pessoas com deficiência (PCD) e para estágio. Segundo as prefeituras, a quantidade de vagas pode variar ao longo do dia por serem preenchidas ou encerradas sem aviso prévio. Como se candidatar Os interessados em concorrer às vagas de Santa Bárbara d'Oeste devem levar RG, CPF e Carteira de Trabalho no posto da CAT, que dentro do Desenvolve S.Bárbara, no shopping VIC Center, na Avenida Santa Bárbara. O telefone é o (19) 3499-1015. Para as vagas de Piracicaba, é preciso ir ao Centro de Apoio ao Trabalhador (CAT) com a Carteira de Trabalho, RG, CPF e cartão do PIS. O posto de atendimento fica na Rua Monsenhor Manoel Francisco Rosa, nº 900. Já em São Pedro, quem quer concorrer a alguma das oportunidades precisa ir ao Posto de Atendimento ao Trabalhador (PAT), que fica na Rua Malaquias Guerra, 925. É necessário levar carteira de trabalho, cartão do PIS, RG (CNH não será aceita), CPF e comprovante de endereço. Oportunidades Piracicaba Ajudante de mecânico de máquinas industriais Auxiliar de açougue Auxiliar de escritório com experiência em e-Social Balconista de comércio de material de construção Desenhista projetista Estágio não remunerado em informática Instrutor de informática Montador Operador de máquinas computadorizadas Polidor de automóveis Técnico de automação Vendedor de eletrodomésticos, eletrônicos e portáteis Vendedor externo São Pedro Açougueiro Agente de reservas Assistente de vendas Auxiliar de laboratorista de solo Auxiliar de limpeza Chefe de cozinha Gerente de produção e operações Santa Bárbara d'Oeste Ajudante de funilaria e pintura Brunidor Supervisor (a) de vendas Eletricista Operador de centrífuga Ferramenteiro de moldes Processista Farmacêutico Gestor (a) contábil Auxiliar de serviços gerais Encarregado (a) de hortifrúti Auxiliar de informática (PCD) Estagiário (a) administrativo Consultor (a) técnico Cabeleireira (autônomo) Agente de serviços gerais/jardineiro Consultor (a) de peças Mecânico de suspensão Contra mestre Cozinheiro (a) Mecânico Industrial Mecânico Marceneiro Chapeiro Serralheiro Auxiliar de cozinha Atendente de restaurante Operador de máquinas CNC Operadora de injetora Consultor (a) de vendas autônomo Veja mais notícias da região no G1 Piracicaba
Veja Mais

22/07 - Mercado interrompe sequência de 20 semanas de queda da previsão do PIB e projeta inflação menor
Expectativa de crescimento do PIB passou de 0,81% para 0,82% na semana passada. Projeção de inflação recuou de 3,82% para 3,78%. Números são resultado de pesquisa do BC. Os economistas das instituições financeiras interromperam uma sequência de 20 semanas de queda da projeção crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) deste ano e também passaram a estimar uma inflação menor. As previsões constam no boletim de mercado também conhecido como relatório "Focus", divulgado nesta segunda-feira (22) pelo Banco Central (BC). O relatório é resultado de levantamento feito na semana passada com mais de 100 instituições financeiras. A estimativa de alta do PIB deste ano passou de 0,81% para 0,82% na semana passada. Essa previsão está próxima à projeção oficial do Banco Central e também do Ministério da Economia para 2019. Para 2020 a previsão de crescimento do PIB permaneceu estável em 2,1%. As revisões para baixo na expectativa de crescimento do mercado financeiro para o PIB deste ano – interrompidas na semana passada – começaram, com mais intensidade, após a divulgação do resultado do ano passado e continuaram após a divulgação de uma contração no primeiro trimestre de 2019 (tombo de 0,2%). Inflação Para 2019, os economistas do mercado financeiro reduziram a expectativa de inflação de 3,82% para 3,78%. A meta central deste ano é de 4,25%, e o intervalo de tolerância do sistema de metas varia de 2,75% a 5,75%. A meta de inflação é fixada pelo Conselho Monetário Nacional (CMN). Para alcançá-la, o Banco Central eleva ou reduz a taxa básica de juros da economia (Selic). Para 2020, o mercado financeiro manteve a estimativa de inflação em 3,90%. No próximo ano, a meta central de inflação é de 4% e terá sido oficialmente cumprida se o IPCA oscilar entre 2,5% e 5,5%. Outras estimativas Taxa de juros - O mercado manteve em 5,50% ao ano a previsão para a taxa Selic no fim de 2019. Atualmente, a taxa de juros está em 6,5% ao ano. Com isso, o mercado segue prevendo queda nos juros neste ano. Para o fim de 2020, a previsão recuou de 6% para 5,75% ao ano. Desse modo, os analistas continuam prevendo alta nos juros no ano que vem, embora em menor intensidade. Dólar - A projeção do mercado financeiro para a taxa de câmbio no fim de 2019 recuou de R$ 3,80 para R$ 3,75 por dólar. Para o fechamento de 2020, permaneceu em R$ 3,80 por dólar. Balança comercial - Para o saldo da balança comercial (resultado do total de exportações menos as importações), a projeção em 2019 caiu de US$ 52 bilhões para US$ 51 bilhões de resultado positivo. Para o ano que vem, a estimativa dos especialistas do mercado recuou de US$ 46,60 bilhões para US$ 46,50 bilhões. Investimento estrangeiro - A previsão do relatório para a entrada de investimentos estrangeiros diretos no Brasil, em 2019, ficou estável em US$ 85 bilhões. Para 2020, a estimativa dos analistas recuou de US$ 85,56 bilhões para US$ 84,20 bilhões.
Veja Mais

22/07 - Com um coração partido, você gasta mais e aproveita menos
Quem nunca esteve apaixonado? O poeta Vinicius de Moraes fazia disso quase uma razão de ser, vivendo entre uma paixão e outra. Mas existe uma condição complicada: o coração partido. A pessoa olha para a outra e não encontra o mesmo sentimento. É frustrante e nos afeta, por isso muitos estudos exploram o vínculo entre as relações afetivas e as decisões e hábitos de consumo, com descobertas curiosas. É conhecido, por exemplo, que pessoas interessadas em alguém ou apaixonadas tendem a gastar mais. Mas dois trabalhos recentes partem de outra situação: e quanto ao consumidor de coração partido? Pode acabar gastando ainda mais, sugere um estudo de Xun (Irene) Huang (Nanyang University, em Singapura), Ping Dong (Northwestern University, nos Estados Unidos) e Meng Zhang (Universidade Chinesa de Hong Kong), publicado no mês passado no Journal of Consumer Research. Se você se interessa por alguém, quer estar perto da pessoa. Mas se não é correspondido, canaliza a busca frustrada por intimidade consumindo experiências e produtos mais intensos - e mais caros. É o amaciante com um cheiro mais forte, um filme em 3D, comida mais apimentada etc. Quanto maior a intensidade, maior nossa disposição de gastar. Numa série de experimentos, os participantes invariavelmente preferiam a opção mais forte, fosse de iogurtes, café, doces, salgadinhos ou amendoins, até música eletrônica bate-estaca, quando revelavam um interesse frustrado por alguém. Já nas pessoas comprometidas ou casadas o mesmo efeito não se manifestava. Estar com alguém parece neutralizar alguns impulsos de consumo. Mas e quando não se está mais? A lembrança do relacionamento desfeito pode nos impedir de aproveitar bem o gasto. Consumimos por prazer, porém estar sozinho muitas vezes também nos impede de desfrutar de uma experiência agradável, demonstram dois experimentos conduzidos por Lisa Kavanaugh e Jennifer K. Lee (Universidade de British Columbia). Em uma das etapas, as pesquisadores perguntaram a 123 frequentadores de uma cafeteria qual o status de relacionamento e o que estavam achando da bebida que tinham acabado de comprar. Diante deles, um pouco distante, um casal de atores trocava carícias. A simples visão do casal enamorado interferiu na avaliação das pessoas solteiras, segundo as pesquisadoras. Elas relatavam muito menos prazer com o café ou outra bebida favorita do que os participantes comprometidos. Algo parecido ocorreu quando outro grupo, de 89 estudantes, examinou propagandas de revista com casais em momentos afetuosos antes de experimentar uma barrinha de chocolate. Os solteiros também avaliaram o chocolate como menos saboroso. Solteiros (coluna escura) desfrutaram menos do chocolate que as pessoas em um relacionamento (coluna clara) Comfortably Numb: How Relationship Reminders and Affective Numbing Influence Consumption Enjoyment Mas o mais curioso ocorreu quando outras 210 pessoas lembraram-se de alguma amizade rompida antes de beber suco de laranja com vinagre. O gosto não é agradável, mas os participantes que perderam um amigo ou amiga acharam melhor do que as pessoas que mantinham seus amigos. Nos dois casos, a lembrança de estar sozinho amorteceu tanto a experiência agradável como a desagradável. Para as pesquisadoras, o resultado ajuda a entender como o consumo é afetado por fatores externos. Todo mundo, ou quase, quer ser feliz ao lado de alguém. Mas os dois estudos sugerem que a frustração de um coração partido não só nos faz consumir mais como aproveitar menos. Um estímulo a mais para quem ainda não encontrou aquela outra pessoa.
Veja Mais

22/07 - Para os mais jovens, trabalhar com o que gosta e equilibrar trabalho e vida pessoal é mais importante que ganhar bem, diz pesquisa
Pesquisa da CNDL e SPC também revela que profissionais da geração Z priorizam projetos financeiros e profissionais sobre objetivos como construir família. Pesquisa traça perfil da geração Z e mostra prioridades de jovens no RS Reprodução/RBS TV Ganhar bem não é a principal prioridade dos jovens quando eles pensam sobre os desejos que têm sobre sua vida profissional. Segundo pesquisa sobre os planos futuros de pessoas na faixa etária de 18 a 24 anos, uma boa remuneração é a 4ª na lista de prioridades – atrás de trabalhar com o que se gosta, ter equilíbrio entre a vida profissional e pessoal e ser reconhecido pelo que faz. A pesquisa foi feita em conjunto pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e Sebrae, e ouviu 801 jovens entre fevereiro e março deste ano. Os números também mostram que, para os jovens, assumir um cargo de liderança é a última das prioridades na lista dos indicativos de sucesso profissional. Para o levantamento, os entrevistados foram perguntados sobre o que, para eles, representa “sucesso profissional”. Veja abaixo as respostas mais citadas (os valores não somam 100% porque os entrevistados podiam escolher mais de uma alternativa): Casar ou comprar uma bicicleta? Bicicleta! O estudo também perguntou aos jovens o que eles consideram essencial para ser um adulto feliz e realizado. Em uma lista com cerca de 20 opções, eles poderiam escolher até 3. No topo da lista ficaram desejos relacionados à vida financeira e profissional, como ter uma casa própria, sucesso no trabalho e fazer o que gosta. Enquanto isso, a resposta “casar” ficou na 12ª posição e “encontrar um grande amor”, na 16ª. Veja abaixo a lista de prioridades dos jovens, segundo a pesquisa: Ter uma casa própria: 20,5% Ter sucesso no trabalho: 18,0% Trabalhar no que gosta: 17,9% Paz interior: 16,8% Ser feliz na profissão: 14,5% Ficar rico: 14,4% Viajar: 14,1% Aproveitar a vida com amigos e familiares: 14,0% Ter meu próprio negócio: 13,3% Ter tempo livre para as coisas que gosto: 11,9% Poder comprar as coisas que gosto: 11,6% Casar: 11,1% Fazer ou ter feito uma faculdade: 10,9% Ter poupança/ juntar uma reserva de dinheiro: 10,6% Ter estabilidade no trabalho, trabalhar anos na mesma empresa: 10,3% Encontrar um grande amor: 8,7% Ter filho(s): 8,5% Falar vários idiomas: 8,5% Sair da casa dos meus pais: 7,9% Ter carro: 6,7% Outros: 0,5% Não tenho prioridades de vida: 3,4% “Se para as gerações anteriores formar família e desenvolver carreira duradoura e estável em uma única empresa era primordial, a Geração Z está disposta a explorar mais as possibilidades profissionais e adiar planos de casamento e filhos, por exemplo”, disse em nota o presidente da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), José César da Costa. A pesquisa também mostra que o medo de não conseguir um emprego é tão grande quanto o de não ter saúde. Na lista de temores mais citados, essas duas respostas ficaram no topo, com 27,9% e 27,3%, respectivamente. Em terceiro lugar, com 24%, ficou o receio de não ter dinheiro para se sustentar. “Vamos lembrar que esses jovens foram impactados pelas manchetes ininterruptas sobre a recessão, o desemprego, o PIB com baixo crescimento, enfim, sobre as dificuldades do Brasil para fazer a economia engrenar nos últimos anos. Eles também viram isso acontecer em outros países, basta lembrar a crise global de 2008. Então, percebe-se que parte desses jovens teme, de certo modo, passar pelo que seus pais passaram”, diz Costa.
Veja Mais

22/07 - Concursos: 170 seleções estão abertas para preencher mais de 14,5 mil vagas
Há oportunidades para profissionais de todos os níveis de escolaridade e em diversos estados; além das vagas abertas, há concursos para formação de cadastro de reserva. 170 concursos públicos estão com inscrições abertas para preencher mais de 14,5 mil vagas, com oportunidades para profissionais de todos os níveis de escolaridade e em diversos estados. Além das vagas abertas, há concursos para formação de cadastro de reserva – ou seja, os candidatos aprovados são chamados conforme a abertura de vagas durante a validade do concurso. CONFIRA AQUI A LISTA COMPLETA DE CONCURSOS E OPORTUNIDADES Somente na prefeitura de Cuiabá, há mais de 2 mil vagas, para profissionais com ensino médio e superior completo. A remuneração chega a R$ 3.319,20, e as inscrições devem ser feitas até o dia 25 de agosto. Veja mais informações sobre esse concurso. Já a Polícia Militar de Santa Catarina tem 1 mil postos abertos, para pessoas com nível superior de escolaridade. O salário chega a R$ 4.845,82, e as inscrições devem ser feitas nesta segunda-feira (22) no site da organizadora. Os salários chegam a R$ 28.884,20 no Tribunal de Justiça de Rondônia, que busca preencher 5 vagas para profissionais com nível superior de escolaridade. As inscrições terminam no dia 30, e devem ser feitas pelo site da organizadora. No Instituto Rio Branco, a remuneração é de até R$ 19.199,06. O concurso, com 20 vagas de nível superior, recebe inscrições até o dia 12 de agosto. Veja mais informações sobre essa seleção. Somente nesta segunda, 12 concursos abrem inscrições para preencher 784 vagas. As oportunidades são para profissionais de todos os níveis de escolaridade em cidades de 9 estados - Amazonas, Goiás, Minas Gerais, Paraíba, Paraná, Piauí, Rio de Janeiro, Santa Catarina e São Paulo. Veja abaixo órgãos que abrem inscrições nesta segunda: Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Goiás (CREA - GO) Encerramento das inscrições: 09/09/2019 Vagas: 289 Salário até: R$ 8.514,45 Escolaridade: médio e superior Estado: Goiás Veja mais informações Consórcio Intermunicipal da Rede de Urgências do Sudoeste do Paraná (CIRUSPAR) Encerramento das inscrições: 15/08/2019 Vagas: 56 Salário até: R$ 12.151,45 Escolaridade: fundamental, médio, técnico e superior Estado: Paraná Veja mais informações Fundação Universidade do Amazonas (UFAM) Encerramento das inscrições: 26/07/2019 Vagas: 58 Salário até: R$ 3.126,31 Escolaridade: superior Estado:Amazonas Veja mais informações Marinha Encerramento das inscrições: 16/08/2019 Vagas: 90 Escolaridade: médio Local: Rio de Janeiro Estado: Rio de Janeiro Veja mais informações Prefeitura de Cunha (SP) Encerramento das inscrições: 19/08/2019 Vagas: 32 Salário até: R$ 8.404,40 Escolaridade: fundamental, médio e superior Local: Cunha Estado: São Paulo Veja mais informações Prefeitura de Itainópolis (PI) Encerramento das inscrições: 25/08/2019 Vagas: 131 Salário até: R$ 3.500,00 Escolaridade: fundamental, médio e superior Local: Itainópolis Estado:Piauí Veja mais informações Prefeitura de Luzerna (SC) Encerramento das inscrições: 20/08/2019 Vagas: 7 Salário até: R$ 16.406,20 Escolaridade: fundamental, médio e superior Local: Luzerna Estado: Santa Catarina Veja mais informações Prefeitura de Rio Novo (MG) Encerramento das inscrições: 12/08/2019 Vagas: 45 Salário até: R$ 2.700,00 Escolaridade: fundamental, médio e superior Local: Rio Novo Estado: Minas Gerais Veja mais informações Prefeitura de Rubim (MG) Encerramento das inscrições: 11/08/2019 Vagas: 9 Salário até: R$ 1.250,00 Escolaridade: médio Local: Rubim Estado: Minas Gerais Veja mais informações Prefeitura de Santa Cruz de Minas (MG) Encerramento das inscrições: 21/08/2019 Vagas: 10 Salário até: R$ 3.685,85 Escolaridade: fundamental, médio e superior Local: Santa Cruz de Minas Estado: Minas Gerais Veja mais informações Prefeitura de Santo Antônio do Monte (MG) Encerramento das inscrições: 24/07/2019 Vagas: 16 Salário até: R$ 2.473,56 Escolaridade: fundamental, médio e superior Local: Santo Antônio do Monte Estado: Minas Gerais Veja mais informações Prefeitura de Várzea (PB) Encerramento das inscrições: 22/08/2019 Vagas: 41 Salário até: R$ 10.000,00 Escolaridade: fundamental, técnico e superior Local: Várzea Estado: Paraíba Veja mais informações
Veja Mais

22/07 - Empresa de energia abre 74 vagas para programa de estágio em Valinhos e Mogi Mirim
Ao todo, estão disponíveis 74 vagas para estudantes do nível superior ou técnico, com formação prevista entre 2020 e 2021. Empresa multinacional abre mais de 70 vagas de estágio na região de Campinas A empresa global de gerenciamento de energia Eaton abre inscrições para seu processo seletivo do programa de estágio para as cidades de Valinhos (SP) e Mogi Mirim (SP). Ao todo, estão disponíveis 74 vagas em diversas áreas de atuação. Confira detalhes abaixo. As inscrições podem ser realizadas pelo site a partir desta segunda-feira (22), e seguem até o dia 1º de setembro. Os interessados devem estar cursando o nível superior ou técnico, com previsão de formação entre 2020 e 2021. Sede de Valinhos (SP) da Eaton está com vagas abertas no processo seletivo Giancarlo Giannelli Para o nível superior, a graduação do candidato deve estar relacionada aos cursos de administração, engenharias, finanças, logística, vendas, compras, marketing, qualidade, recursos humanos, jurídica, tecnologia da informação, manufatura, segurança e saúde do trabalho. Já para as vagas com formação técnica, as oportunidades são para as áreas de mecatrônica, eletrônica, mecânica, metalúrgica e usinagem. O programa de estágio também possui vagas para pessoas com deficiências (PCD). O processo seletivo será composto por um teste online, seguido por uma dinâmica, um painel presencial e uma entrevista com o gestor da área. A empresa informa que, dependendo do perfil da vaga, o interessado deverá ter inglês entre os níveis básico e avançado. Veja mais oportunidades da região no G1 Campinas
Veja Mais

22/07 - Empregos: 11 cidades têm 68 vagas no Grande Recife e Zona da Mata
Há vagas no Cabo de Santo Agostinho, Camaragibe, Goiana, Igarassu, Ipojuca, Nazaré da Mata, Paudalho, Paulista, Recife, São Lourenço da Mata e Vitória de Santo Antão. Há vagas para açougueiro no Recife Vitor Santana/G1 Nesta segunda-feira (22), 11 cidades do Grande Recife e Zona da Mata de Pernambuco têm 68 vagas de emprego, de acordo com a Secretaria do Trabalho, Emprego e Qualificação (Seteq). Entre as oportunidades estão empregos nas áreas de comércio, indústria e hotelaria. Do total de vagas, 14 são para pessoas com deficiência. A maioria das vagas está concentrada no Recife e em Ipojuca. No entanto, há oportunidades no Cabo de Santo Agostinho, Camaragibe, Goiana, Igarassu, Nazaré da Mata, Paudalho, Paulista, São Lourenço da Mata e Vitória de Santo Antão. Caso haja interesse em alguma das vagas, é necessário comparecer a uma das unidades da Agência do Trabalho. Vagas no Cabo de Santo Agostinho Vagas em Camaragibe Vagas em Goiana Vagas em Ipojuca Vagas em Nazaré da Mata Vagas em Paudalho Vagas no Recife Vagas em São Lourenço da Mata Vagas em Vitória de Santo Antão Vagas para pessoas com deficiência
Veja Mais

22/07 - China impõe medidas protecionistas ao aço da UE, Japão, Coreia do Sul e Indonésia
Operadores que importam laminados e barras de aço inoxidável terão que pagar taxas impositivas de entre 18,1% e 103,1% nos próximos cinco anos. O Ministério de Comércio da China anunciou nesta segunda-feira (22) a imposição de medidas protecionistas sobre alguns produtos de aço inoxidável importado de União Europeia (UE), Japão, Coreia do Sul e Indonésia. Através de um comunicado publicado em seu site, o órgão explicou que os produtos afetados por estas medidas, que entram em vigor na terça (23), são as barras de aço inoxidável importado e os laminados de aço inoxidável. "Estes foram objeto de 'dumping' (venda abaixo do valor de custo), por isso a indústria nacional sofreu danos consideráveis", diz o comunicado. Como resultado da medida, os operadores que importam estes produtos terão que pagar taxas impositivas de entre 18,1% e 103,1% nos próximos cinco anos. Em março deste ano, a China já tinha imposto estas mesmas medidas 'antidumping' de forma preliminar.
Veja Mais

21/07 - Escoamento da produção é prejudicado por más condições de rodovia na região oeste de MT
Buracos, falta de sinalização e de acostamento são alguns dos problemas enfrentados por quem passa pela MT-358. Sinfra diz que trecho será concedido à iniciativa privada. Caminhões têm dificuldade para trafegar na MT-358 Reprodução/TVCA Buracos, falta de sinalização e de acostamento são alguns dos obstáculos enfrentados por motoristas que trafegam pela MT-385, que dá acesso à região oeste de Mato Grosso. Os prejuízos são diversos. Um deles é a dificuldade para escoar a produção agrícola dos municípios da região. Luciano Quirino é funcionário de uma algodoeira em Sapezal, a 473 km de Cuiabá. Essa semana, ele perdeu um dos pneus do carro. Para desviar de outro veículo que já estava parada na estrada por problemas ocasionados pelos mal estado da via, Luciano caiu num buraco e pneu estourou. “Agora terei que arcar com os prejuízos e comprar outro pneu”, comentou. A rodovia estadual é uma das principais rotas de escoamento de grãos. Em um trecho próximo à Serra Pareci, as condições estão bem complicadas, além dos buracos, que são grandes, não há sinalização, nem acostamento. Más condições da rodovia tem causado prejuízos aos motoristas Reprodução/TVCA Os caminhoneiros também reclamam. Eles relatam que o perigo de acidente é constante, além de terem um custo alto para manutenção dos caminhões. “Se colocarmos na balança, o lucro é muito pouco, porque o valor o frete está abaixo e o custo de manutenção do caminhão é alto, no 'frigir' dos ovos, às vezes, não compensa”, declarou o caminhoneiro Osmair Carvalho Benício. O trajeto de Tangará da Serra a Campo Novo do Parecis deveria ser de 2 horas e meia a 2 horas e 40 minutos. Entretanto, com as condições da rodovia, essa viagem em um trecho de pouco mais de 150 quilômetros, chega a durar 4 horas. Motoristas têm dificuldade em desviar dos buracos na pista Reprodução/TVCA O produtor João Marcos Morizzo diz que a estrada sempre teve problemas, porém, nos útimos dois anos, a situação tem ficado muito crítica. “Há dois anos uma empresa retirou o asfalto pra colocar outro novo, mas infelizmente ficou pior. Então, acho que deveria ter uma fiscalização melhor, porque refazer um negócio e fazer mal feito não compensa”, disse ele.
 A Secretaria Estadual de Infraestrutura e Logística (Sinfra) informou que a manutenção e limpeza da MT-358 no trecho entre Tangará da Serra e Barra do Bugres estão sendo realizadas. Informou ainda que já foi aberta consulta pública para o processo do programa de concessões de rodovias. Caminhoneiros tentam tapar os buracos Na semana passada, caminhoneiros e as mulheres deles fizeram um mutirão, na tentativa de tapar os buracos da estrada. Fizeram isso por vários finais de semana. Eles jogaram cascalho na tentativa de amenizar os problemas.
Veja Mais

21/07 - Veja concursos e seleções com editais publicados na Paraíba de 21 a 28 de julho
São seis editais com 253 vagas de emprego. Mais de 250 vagas de emprego são oferecidas em seis editais de concursos e seleções publicados na Paraíba nesta semana de 21 a 28 de julho. São 253 vagas de emprego em concursos e seleções na Paraíba. Divulgação Concurso da UFCG para técnico-administrativo Vagas: 86 Níveis: médio, técnico e superior Salários: R$ 1.945,07 a R$ 4.180,66 Prazo de inscrição: até terça-feira (23) Local da inscrição: site da organizadora, Comprov Taxas de inscrição: R$ 48 (médio), R$ 65 (médio e técnico) e R$ 104 (superior) Provas: 15 de setembro Edital do concurso da UFCG para técnico-administrativo Seleção do IBGE para o Censo 2020 Vagas: 400, sendo 8 na Paraíba Nível: superior Remuneração: R$ 4,2 mil Prazo de inscrição: até terça-feira (23) Local de inscrição: site da organizadora, Instituto AOCP Taxa de inscrição: R$ 64 Provas: 1º de setembro Edital de seleção do IBGE para o Censo 2020 CFO BM 2020 Vagas: 10 Níveis: médio Salário: até R$ 7.253,26 Prazo de inscrição: até quarta-feira (24) Local de inscrição: site do Corpo de Bombeiros Taxas de inscrição: R$ 50 Provas: Enem 2019 Edital do CFO do Corpo de Bombeiros Militar da Paraíba CFO PM 2020 Vagas: 30 Níveis: médio Salário: R$ 7.253,26 Prazo de inscrição: até 30 de julho Local de inscrição: site da Polícia Militar da Paraíba Taxas de inscrição: R$ 50 Provas: Enem 2019 Edital do CFO da Polícia Militar da Paraíba Seleção para o Hospital Metropolitano de Santa Rita Vagas: 76 Nível: técnico e superior Remuneração: R$ 998 a R$ 6 mil Prazo de inscrição: até 7 de agosto Local de inscrição: setor de RH do hospital, em Santa Rita Taxa de inscrição: gratuita Provas: 19, 20 e 21 de agosto Edital de seleção do Hospital Metropolitano de Santa Rita Seleção da Prefeitura de Várzea Vagas: 43 Níveis: fundamental, médio, técnico e superior Salários: R$ 998 a R$ 10 mil Prazo de inscrição: 22 de julho a 22 de agosto Local de inscrição: site da organizadora, EducaPB Taxas de inscrição: R$ 40 (fundamental), R$ 50 (médio/técnico) e R$ 90 (superior) Provas: 22 de setembro Edital da seleção da Prefeitura de Várzea
Veja Mais

21/07 - Preço do quilo do tomate aumenta na região de Itapeva por causa da queda na temperatura
Em supermercado de Itapeva (SP), preço do quilo do tomate está R$ 6,59, quase R$ 2 a mais do que nas feiras da cidade. Produções de abóbora também foram afetadas. Geada atinge produções de tomates na região de Itapeva Reprodução/TV TEM O preço dos alimentos nas feiras e supermercados aumentou depois que a baixa temperatura atingiu a região de Itapeva (SP) e afetou algumas plantações de produtores locais. Em uma feira de Itapeva, o preço do quilo do tomate aumentou e varia de R$ 4 a R$ 5, segundo a feirante Ângela Maria Carvalho Machado. “Subiu bastante. Estava R$ 3,50, agora a gente está vendendo a R$ 5, e eu pagava R$ 35 na caixa, agora estou pagando R$ 55, R$ 60. Então subiu bastante”, conta. Ela afirma que apesar do aumento no preço, não teve prejuízo porque o valor do quilo do tomate é maior nos supermercados e, por isso, os clientes têm optado pelo alimento da feira. Aumenta o preço de produtos de hortifrúti na região de Itapeva Reprodução/TV TEM Em um supermercado da cidade, o preço do quilo do tomate está custado R$ 6,59, quase R$ 2 a mais do que nas feiras, de acordo com o aposentado Osvaldo Lara. “Caro. O tomate já faz um tempo que ele está caro mesmo. Está nessa faixa de R$ 6,60, mas é geral, não só aqui. Mamão também está caro. No geral, na temporada de inverno os alimentos ficam mais caros mesmo”, diz. Com as geadas, a produção diminui e o supermercado precisa comprar o alimento de outras cidades, o que faz com que o preço aumente. Aumenta o preço de produtos em feiras e mercados da região de Itapeva O produtor rural Valdir Gomes Pereira conta que perdeu boa parte da produção e o prejuízo foi de cerca de 10 mil caixas de tomate. “A produção deixou a desejar. Podia colher muito mais, mas perdeu bem. Os frutos que produziram estão queimados, não dá para a venda. Eu poderia colher 20 ou 25 mil caixas, mas vou colher 15 mil caixas de tomates”, explica. As geadas também afetaram produções de cereais, além dos hortifrútis, segundo a agrônoma Michelle Traete. “A falta do alimento no mercado faz com que o preço suba. Não tem oferta, o produtor não tendo o produto, o preço sobe e acaba que o consumidor tenha um prejuízo maior”, diz. Produções são prejudicadas por geada na região de Itapeva Reprodução/TV TEM Abóboras Devido às geadas, uma plantação de abóboras de 15 hectares de Itapeva também foi afetada. As folhas foram queimadas e prejudicaram o desenvolvimento da planta. “A plantação foi afetada pela geada, acabou queimando. Faz muito tempo que não dava uma geada com essa intensidade. A gente está aí, esperando para ver se vai recuperar ou se vem outra geada e assim saberemos o prejuízo", afirma o produtor Luiz Eduardo de Morais Branco, que produz cerca de 300 toneladas de abóboras por ano. O produtor também afirma que o preço da abóbora subiu por causa da baixa quantidade do produto nos mercados. Veja mais notícias no G1 Itapetininga e Região
Veja Mais

21/07 - Bolsonaro diz que governo poderá avaliar redução de multa do FGTS
Presidente afirmou que, no futuro, o governo 'pode pensar' em diminuir multa de 40% do saldo do FGTS paga a trabalhadores demitidos sem justa causa. O presidente Jair Bolsonaro afirmou neste domingo (21) que o governo "pode pensar", no futuro, em reduzir a multa de 40% do saldo do FGTS paga a trabalhadores sem justa causa. Bolsonaro deu a declaração, antes de almoçar em um restaurante em Brasília, ao ser questionado por jornalistas se o governo estuda reduzir essa multa. "Olha o valor [da multa] não está na Constituição, eu acho que não está. O FGTS está no artigo 7º da Constituição, mas o valor é uma lei. A gente pode pensar lá na frente [alterar o valor], mas antes disso eu tenho que ganhar a guerra da informação: eu não quero manchete amanhã dizendo: 'O presidente está estudando reduzir o valor da multa'. O que eu estou tentando levar para o trabalhador é o seguinte: menos direito e emprego ou todo direito e desemprego", afirmou Bolsonaro. O pagamento da multa do FGTS é imposto pela Constituição. Ela determina que a multa a ser paga tem de ser equivalente a quatro vezes o valor de 10% - ou seja 40% - com base no que foi estipulado pela lei que criou o fundo, em 1966. O presidente disse também que a liberação de saques do FGTS pode ser anunciada na quarta-feira (24). "Acredito que seja quarta. A gente está precisando. Um de vocês falou ontem no Alvorada, é um paliativo? É. É uma vitamina que você tem que tomar agora, porque o ano está acabando. Você pode ver as sinalizações da Previdência emplacar alto, no primeiro turno, já fez a bolsa se estabilizar acima de 100 mil pontos. O dólar também caiu um pouco. Já tem gente preocupado que o dólar não pode cair muito para não prejudicar as exportações", disse Bolsonaro. Neste sábado (20), presidente havia dito que o governo está fazendo "pequenos acertos" na proposta. Havia expectativa de anúncio da medida ainda na última semana, mas o governo adiou para a próxima semana. De acordo com o governo, a liberação de saques de contas do FGTS e do PIS/Pasep é uma medida para aquecer a economia. Segundo o ministro Paulo Guedes, a liberação dos saques deve colocar o total de R$ 63 bilhões na economia do país. Desmatamento e nordestinos Neste domingo, Bolsonaro criticou novamente a divulgação de dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) sobre desmatamento no Brasil. Para ele, divulgar dados alarmantes "prejudica" o país. Na sexta-feira (19), durante entrevista à imprensa estrangeira, Bolsonaro questionou dados divulgados pelo Inpe sobre o aumento do desmatamento na Amazônia e disse suspeitar que o diretor do órgão está "a serviço de alguma ONG". O presidente ainda voltou a comentar uma declaração sobre governadores do Nordeste. Em frente ao Palácio da Alvorada, Bolsonaro questionou se, entre as pessoas que estavam prestando apoio a ele no local, havia algum nordestino ofendido com ele. Antes de um café da manhã com jornalistas da imprensa estrangeira, também na sexta-feira, em uma conversa informal com o ministro Onyx Lorenzoni (Casa Civil), Bolsonaro afirmou que daqueles “governadores de 'paraíba', o pior é o do Maranhão; tem que ter nada com esse cara”.
Veja Mais

21/07 - Com pivôs, produtores investem no cultivo de feijão irrigado durante período de seca em MT
Agricultores preveem produção de média de 40 sacas por hectare na região. Produtores investem na produção de feijão irrigado em MT Alexandre Perassoli/ TVCA O período de estiagem não impediu que produtores no médio-norte de Mato Grosso investissem no cultivo de outros produtos agrícolas. Com o apoio de pivôs, agricultores de Sorriso, a 420 km de Cuiabá, estão obtendo bons resultados com o feijão irrigado. Edson Pina é consultor agronômico em um propriedade onde estão sendo cultivados 1.100 hectares de feijão carioca. Segundo ele, o pivô evita que o produtor fique dependente apenas das condições climáticas para produzir. "O equipamento verticaliza a produção, permite a geração de emprego durante todo o ano e faz com que a economia seja mais favorável, porque a fazenda não precisa parar a produção", comentou. Em outra propriedade do mesmo município, o agricultor João Romangnoli já está na terceira safra deste ano. Em todas, o pivô foi essencial para garantir a boa produtividade. São 680 hectares reservados à produção do feijão carioca. Pivôs garantem produção ao ano inteiro Alexandre Perassoli/ TVCA "Há três anos investimos na sequência soja, arroz e feijão. Tem dado certo, principalmente por causa do fator temperatura. Com o pivô conseguimos equilibrar a umidade do solo e o nível de calor, e com isso, conseguimos melhorar a produtividade", destacou ele. A produtividade média na propriedade de João tem sido de 55 sacas por hectares. Maior do que a média na região, que é de 40 sacas por hectare. Entretanto, o preço é que tem deixado os produtores insatisfeitos. A concorrência com outros estados onde a produção também tem atingido patamares satisfatórios, o custo do frete e impostos tem feito com que a produção local perca de R$ 30 a R$ 40 por saca. Equipamento garante a umidade do solo e a redução de calor na plantação Alexandre Perassoli/ TVCA A saca de 60 quilos, por exemplo, sai entre R$ 130 e R$ 140. Outro fator que incomoda são as pragas que acabam migrando de outras culturas. A mosca branca é um exemplo. "Ela sai da soja, invade as outras culturas e se não tem nada, ela ataca o mato, então é preciso ter um controle para que a praga não inviabilize a produção", alertou o agricultor.
Veja Mais

21/07 - Prefeitura da Serra abre seleção para médicos, nutricionistas e professores de educação física
As inscrições começaram nesta sexta-feira (19) e vão até o dia 24 de julho. As oportunidades são para cadastro de reserva. A Prefeitura da Serra está com dois processos seletivos abertos: um para médicos e o outro para nutricionistas e professores de educação física. As inscrições começaram nesta sexta-feira (19) e vão até o dia 24 de julho. As oportunidades são para cadastro de reserva. Confira os editais. Para nutricionista e professor de educação física, a remuneração é de R$ 2.813,32, que é o salário-base acrescido da insalubridade de 20%. Além disso, há auxílio-alimentação no valor de R$ 300 mensal. A carga horária é de 30 horas. Já o cargo para médico de 40 horas é diarista para atuar na Estratégia da Saúde da Família (ESF). A remuneração é R$ 9.288,94, que é o salário-base acrescido de 20% de insalubridade e da gratificação de incentivo. Também tem auxílio-alimentação no valor de R$ 300 mensal. Os candidatos devem ficar atentos aos critérios do edital. Por ser cadastro de reserva, os candidatos aprovados serão chamados de acordo com as necessidades da prefeitura. Dúvidas podem ser esclarecidas na Secretaria Municipal de Saúde da Serra, pelo telefone (27) 3245-6115. Veja o plantão de últimas notícias do G1 Espírito Santo
Veja Mais

21/07 - Estiva Gerbi tem inscrições abertas para concurso público e processo seletivo; salários chegam a R$ 8,9 mil
São 42 cargos no certame e 9 áreas diferentes para professores. Há vagas imediatas e cadastro de reserva. Interessados podem se inscrever pela internet até 7 de agosto. Prefeitura Municipal de Estiva Gerbi está com inscrições abertas para concurso público e processo seletivo. Reprodução/Facebook oficial Prefeitura de Estiva Gerbi Estiva Gerbi (SP) está com inscrições abertas para um concurso público com 42 cargos - sendo 21 vagas imediatas e cadastro de reserva - e um processo seletivo para professores em nove áreas de atuação. Os interessados podem se inscrever pela internet até 7 de agosto. Os maiores salários oferecidos são para médico, R$ 8.994,41, e diretor de escola, R$ 4.302,69. Confira a lista completa das vagas abaixo. Veja o edital completo com salários e pré-requisitos As inscrições possuem valores diferentes de acordo com a escolaridade exigida na função. Para alfabetizados, o valor é de R$ 30. Ensino fundamental completo é R$ 40, e ensino médio completo é R$ 50. Já para o ensino superior completo, o valor é de R$ 80. Cargos do concurso público Agente administrativo (a) Agente comunitário de saúde Agente fiscal de rendas Agente fiscal de postura Almoxarife Assistente social Auditor (a) de controle interno Auxiliar de serviços Contador (a) Coordenador (a) pedagógico Cuidador (a) de creche Diretor (a) de escola Eletricista Enfermeiro (a) Farmacêutico (a) Fonoaudiólogo (a) Guarda civil feminina Guarda civil masculino Inspetor (a) de aluno Médico (a) plantonista Médico (a) PSF Médico (a) veterinário (a) Merendeira (o) Motorista Pedagogo (a) Procurador (a) jurídico (a) Professor (a) de educação básica I Professor (a) de educação básica II Artes Professor (a) de educação básica II Educação Física Professor (a) de educação básica II Ciências Professor (a) de educação básica II Geografia Professor (a) de educação básica II História Professor (a) de educação básica II Inglês Professor (a) de educação básica II Língua Portuguesa Professor (a) de educação básica II Matemática Psicólogo (a) Psicopedagogo (a) Salva-vidas Servente Técnico (a) de enfermagem Técnico (a) de RX Técnico (a) de informática Seleção de professores Professor (a) de educação básica I Professor (a) de educação básica II Artes Professor (a) de educação básica II Educação Física Professor (a) de educação básica II Ciências Professor (a) de educação básica II Geografia Professor (a) de educação básica II História Professor (a) de educação básica II Inglês Professor (a) de educação básica II Língua Portuguesa Professor (a) de educação básica II Matemática (reserva) Veja mais oportunidades da região no G1 Campinas
Veja Mais

21/07 - Como fazer 'networking' quando você é tímido
Você acha assustador falar com pessoas que você mal conhece? Não se preocupe - aqui seguem dicas vitais para que a prática de interagir socialmente seja algo fácil para todo mundo 'Networking' pode ser especialmente difícil para aqueles que são mais introvertidos e reclusos Pixabay/Divulgação A palavra em inglês "networking", com significado de interação social para negócios, quando usada como verbo soa um pouco como um esporte de contato físico – algo parecido com um penoso sistema de namoro rotativo (o chamado "speed-dating"), mas usando cartões de visita. Mesmo que seu círculo imediato de amigos e parentes seja maravilhoso, as pessoas que você já conhece nem sempre (ou nem mesmo de vez em quando) podem ajudar você a encontrar um grande novo emprego ou outra oportunidade. Você precisa, então, contatar pessoas fora de seus círculos conhecidos. Mesmo as pessoas mais abertas e extrovertidas me dizem que odeiam esse caminho para fazer contatos profissionais. Mas a forma com que pensamos sobre "networking" pode ser especialmente difícil para aqueles entre nós que são mais introvertidos e mais reclusos. Para eles, preencher suas agendas com reuniões obrigatórias, almoços e encontros para um café é algo particularmente assustador. Mas há uma boa notícia. Existe uma forma menos exigente de interação social para negócios que você pode praticar no seu próprio ritmo e da sua própria maneira – um estilo que eu chamo de "contato solto". Ele pode mudar completamente a forma como você pensa sobre fazer – e manter – conexões valiosas. Conectar-se com laços fracos Você já conhece mais pessoas do que você pensa porque você possui muitos "laços fracos". Essas conexões são pessoas que você conhece pouco e em quem talvez não pense com frequência. Você as conheceu de passagem ou talvez tenha trabalhado com elas brevemente. Ou você fez um curso ou participou de uma conferência com elas. Eles são amigos de amigos, ex-colegas de trabalho ou de escola. Você não está geralmente em contato com eles – mas seu impacto na sua rede social pode ser enorme. Nos anos 1970, um estudo de sociologia bem conhecido trouxe a ideia de que pessoas com quem você tem menos conexões diretas ou robustas circulam, mais provavelmente, em círculos socais diferentes, então "têm acesso a informações diferentes daquelas que nós recebemos". Então faz sentido que, se nós estamos procurando novas ideias, sugestões ou apresentações, nossas chances de encontrá-las aumenta substancialmente se nós nos aproximarmos de pessoas que estão além do nosso círculo usual. Um exemplo: anos atrás, eu fazia parte de uma equipe bastante unida, numa pequena agência de criação. No ano passado, eu me encontrei por acaso com uma designer daquela época. Embora nunca tivéssemos sido próximas, a antiga camaradagem veio à tona imediatamente assim que ela me disse que estava procurando um novo emprego. Ela me disse que odiava o chamado "networking" e não sabia onde procurar para obter sugestões. Eu a lembrei que ela não precisava começar do zero e mencionei alguns nomes do nosso antigo grupo. Seu rosto brilhou: eram pessoas de quem ela havia gostado. Ela disse que não via problema em enviar uma mensagem para retomar o contato. Quando a vi meses depois, ela tinha novos projetos a caminho com alguns antigos (agora atuais) colegas. Ela havia encontrado seu caminho por meio de seus laços fracos. Mantendo um contato solto Eu espero que agora ela vá cultivar o hábito de manter o que eu chamo de "contato solto" com seus ex-colegas. Assim, na próxima vez que ela tiver uma pergunta, ela não terá problemas em contatar algumas pessoas que estão prontas e dispostas a ajudar. Em seu recente livro Amigo de um Amigo, o professor de negócios David Burkus explora a ideia de que as pessoas que você já conhece são as mais bem posicionadas para ajudá-lo/a. Isso pode soar muito menos assustador para pessoas tímidas – mas pode sabotar seus esforços por novos contatos. Mas existe uma forma de evitar isso. Burkus diz: "Quando temos uma decepção na carreira... nós tendemos a contar isso apenas para um fechado círculo de amigos que podem ou não ser capazes de ajudar... Em vez disso, nós deveríamos procurar nossos laços fracos e inativos, lhes contar nossa história e ver que oportunidades eles têm para oferecer. Melhor ainda, nós deveríamos começar uma prática regular de nos engajarmos novamente com nossos laços fracos ou inativos". Em outras palavras, você não precisa agir como uma pessoa tão sociável e sair contatando pessoas para vê-las pessoalmente em demorados encontros. Há formas menos trabalhosas de manter relacionamentos. Isso é exatamente do que se trata a ideia de manter contatos soltos. É como eu fico conectado com muitas pessoas que eu conheci ao longo dos anos. Se nós já estamos conectados por meio de um serviço como Twitter ou LinkedIn, Instagram ou mesmo Slack, eu posso então enviar uma mensagem privada na plataforma, compartilhar uma notícia que eu sei que despertará interesse ou posso compartilhar um vídeo, um desenho ou um breve alô (Como estão as coisas? Algo de novo?). Isso não é algo que acontece num sentido único: eu também gosto de receber essas mensagens. Essas expressões oferecem um momento de conexão e geralmente não exigem muita resposta ou uma continuação. Mas, se você realmente precisar obter conselho ou orientação, essas são pessoas que responderão, porque você estabeleceu alguma camaradagem ao manter contato com elas. (E isso não é socialmente menos intimidador que pedir a alguém que você mal conhece para bater um papo pessoalmente num Starbucks?) Conectar-se em torno de interesses comuns é um terreno fértil para manter contatos soltos. Como exemplo de como isso funciona na prática: uma ex-colega, Erika, é uma consultora ocupada, trabalha no setor de experiência de consumidores; eu e ela também compartilhamos uma paixão por cachorros. Nós estamos conectadas no Slack e no Twitter, e sempre depois de algumas semanas uma de nós envia à outra algum GIF engraçado de cachorro ou a mais recente história sobre alguma empresa com serviço ruim de apoio ao consumidor. Ocasionalmente, no meio das nossas mensagens pode haver alguma notícia sobre algum workshop ou um trabalho de consultoria. Não importa se você é extrovertido ou introvertido: quando você procurar seus laços fracos e depois mantiver contato com eles, lembre-se de que sua rede virtual de ajuda e suporte é um processo orgânico. Você não cria uma rede do dia para a noite. Da mesma forma que você cuida de um jardim, você cultiva contatos ao longo do tempo. Enviar algumas breves mensagens dando um alô ou compartilhar histórias com alguns contatos é algo que traz grandes recompensas e oferece poucos riscos - mesmo para a pessoa mais tímida. Karen Wickre é consultora sênior no Brunswick Group, em San Francisco (EUA), ex-diretora editorial do Twitter e autora do livro Eliminando o Work de Networking.
Veja Mais

21/07 - Conheça o café arara, variedade resistente a doenças e com boa produtividade
Planta desenvolvida em Minas Gerais necessita de pouca aplicação de defensivos e surpreende com a qualidade dos grãos. Conheça o café arara, variedade resistente a doenças e com boa produtividade O café arara é uma variedade que está se espalhando pelos campos do Brasil. Produtivo e resistente às principais doenças da cultura, a variedade é resultado de um trabalho persistente de pesquisa. Quando pensamos em um pé de café carregado de frutos, normalmente a imagem que vem à cabeça são grãos vermelhos. Mas, no caso desta variedade, os frutos são amarelos. Por causa da cor, este café ganhou o nome de arara. "Na realidade, é só a cor da casca [que muda], dentro é a mesma coisa. Quando a gente cruzou [o arara] com o [café] icatu, a gente combinou resistência e vigor com a produtividade. Isso que a gente busca nesse melhoramento genético do café", explica o pesquisador José Braz Matiello, responsável pelo desenvolvimento da planta. Só este ano, a Fundação Procafé, onde Matiello trabalha, já forneceu sementes para produção de 40 milhões de mudas de café arara. A variedade é considerada um café de porte baixo, o que facilita a colheita. Marco Evandro Manoel é administrador de uma fazenda em Alfenas, sul de Minas Gerais, que conta com 28 hectares do arara. Ele diz que o tamanho da planta torna a retirada dos grãos mais efetiva. "É uma variedade fácil para colher, rende muito na colheita manual. Uma média por dia de 720 litros por pessoa, quando a média para outras variedades é de 400 a 600 litros", conta o administrador. O café arara se adapta a diversas condições climáticas. De Alfenas, a 800 metros de altitude, em um clima mais quente, até o município de Botelhos, com cerca de 1100 metros de altitude, a variedade demonstra bons resultados. Na propriedade onde o agrônomo Lucas Antônio Franco é gerente, 20% de uma área de 160 hectares têm o café arara. Ele lembra que, na hora de renovar os pés, a busca era por cultivares mais produtivas e resistentes. Durante a procura, o agrônomo encontrou a variedade. "A gente viu que ele se destacava entre dos outros materiais, principalmente em vigor e produtividade. Logo que a gente teve a primeira colheita, tivemos outra surpresa: ele superou em qualidade todas as lavouras", afirma Franco. Segundo Matiello, a Fundação Procafé fez testes em 19 campos, espalhados por Minas Gerais, Espírito Santo e Paraná, para comparar o desempenho do café arara em relação ao catuaí, a variedade mais cultivada hoje no Brasil. "Nessas 19 áreas, deu 54 sacas de produtividade média contra 40 do catuaí. São 35% a mais. É bem representativo", destaca o pesquisador. Resistência a doenças e menos aplicações Um dos fatores que impulsionam a produtividade do arara é a sua resistência a doenças. Segundo o pesquisador da Procafé, a variedade é praticamente imune à ferrugem, que é a principal doença da cultura, além de ter bom desempenho contra as bactérias pseudomonas e tolerância à phoma, outros dois grandes problemas do café. A resistência da variedade levou a uma outra aposta na fazenda onde Lucas Antônio Franco é gerente. Como o café arara precisa de menos aplicações de defensivos, eles decidiram apostar no cultivo orgânico, que começou em 5 hectares e hoje estão em 22. Graças à boa produtividade, já existem planos de aumentar essa área em mais 24 hectares. "Com o arara a gente consegue os mesmo patamares do cultivo convencional. Mesma produtividade de um café de sequeiro, foi uma surpresa muito grande", conta Franco. Quando o café dispensa defensivos, ganha valor de mercado. O gerente afirma que consegue vender a saca do arara pelo dobro do preço de uma variedade convencional. O trabalhador rural Sidnei Milani diz que o café arara tem uma qualidade melhor que outras variedades, oferecendo uma renda maior ao agricultor. "O peso é diferente porque os outros [tipos de café] são mais leves até na hora de colher. Esse é um grão maior, bem graúdo e de boa qualidade. Dá uma renda boa por saca", afirma Milani. A única dificuldade apontada por Franco é no momento da colheita. "Como ele amadurece tarde, se a gente vem colher o grão maduro, ele ainda tá bem duro para sair da planta. Tem que fazer com os frutos totalmente maduros", explica. Boa qualidade O classificador e degustador de café Nivaldo Lúcio Figueiredo fez um teste com a peneira 16, considerada alta, e apenas 2,3% dos grãos do arara passaram. No caso do catauí, esse índice ficou em 18,8%. "Os grandes torrefadores [empresas] preferem de peneiras 16 para cima para fazer o café torrado em grãos. Visualmente é muito mais bonito. Essa classificação de peneiras influencia no preço do produto final, tem melhor o valor agregado", afirma Figueiredo. A qualidade do café arara não se restringe apenas ao tamanho dos grãos. O classificador conta que a bebida tem ótimo sabor e vem sendo premiada, com notas acima de 90 pontos em uma escala de 100 pontos. "Esse café tem nos surpreendido nos últimos anos. A gente tem conseguido alcançar alguns prêmios nacionais e internacionais", diz. Como comprar sementes do café arara Para comprar sementes ou tirar dúvidas sobre o café arara, é possível pode enviar um e-mail para contato@funcacaoprocafe.com.br ou ligar para (35) 3214-1411.
Veja Mais

21/07 - Universidade Federal do Acre firma parceria com Jardim Botânico de NY para estudo de plantas da Amazônia
Para pesquisadores, descobrir segredos da floresta é caminho para despertar a consciência sobre a importância de se preservar o patrimônio natural. Universidade Federal do Acre firma parceria com Jardim Botânico de NY para estudo de plant A Universidade Federal do Acre firmou um convênio com o Jardim Botânico de Nova York para impulsionar a pesquisa sobre espécies de plantas nativas da Amazônia brasileira que nunca foram identificadas pelos cientistas. O estado é considerado um berçário para novas espécies da flora amazônica. Um estudo entre 2001 e 2008 coletou 70 novas espécies, o equivalente a quase uma nova variedade por mês. A ideia do estudo é elaborar um mapa para destacar aspectos atrativos da vegetação e um guia ilustrado das espécies de plantas com flores, samambaias e de cogumelos que ocorrem na área do lago do Amapá. "Todas as amostras que coletamos no estado, a gente compartilha com eles e também com o Jardim Botânico do Rio. Eles têm muito mais capilaridade para alcançar especialistas", conta o biólogo Marcos Silveira. Os pesquisadores fazem o registro, seja por fotos ou na coleta de campo para depois serem analisados. "Quanto mais rápido uma planta chega na mão de um especialista, mais rápido a gente tem informação", continua Silveira. Descobrir os segredos da floresta é o caminho para despertar a consciência de todos sobre a importância de preservar o patrimônio natural. "Existe uma importância tanto científica como de responsabilidade ambiental. Isso só enriquece o brasil a botânica, a ciência do mundo", afirma o estudante de biologia José Oliveira de Queiroz.
Veja Mais

21/07 - Furto de gado no interior de São Paulo preocupa criadores
No 1º semestre do ano, quase 400 animais foram levados de fazendas do oeste do estado. Furto de gado no interior de São Paulo preocupa criadores O furto de gado está causando preocupação para pecuaristas do oeste de São Paulo. No 1º semestre deste ano, 375 cabeças de gado foram levados. O criador Jorge Antônio Santos levou um susto quando viu porteira e cerca destruídas em sua propriedade em Mirante do Paranapanema. Quando tentou reunir o rebanho, que tinha 190 cabeças, só encontrou 120. Um prejuízo que, segundo ele, está acima dos R$ 100 mil. A polícia acredita que esse caso esteja relacionado a outros dois. Um deles foi registrado há cerca de 2 meses na mesma cidade e outro, há 3 meses, no município vizinho, Teodoro Sampaio. Todos seriam o trabalho de uma quadrilha especializada em furto de gado. Além destes casos, a polícia civil de São Paulo registrou 77 furtos de gado no oeste paulista só nos seis primeiros meses deste ano.
Veja Mais

21/07 - Aprenda a preparar geleia de framboesa
Dica é colocar os ingredientes na panela, misturar e não mexer mais, apenas deixar cozinhando. Aprenda a fazer geleia de framboesa O Globo Rural deste domingo (21) mostrou uma receita de geleia de frutas, a pedido de um telespectador. O agricultor Claudinei Cassol, de Cerro Grande, no Rio Grande do Sul, produz a fruta e pediu dicas para preparar o alimento. A dica é colocar os ingredientes na panela, misturar e não mexer mais, apenas deixar cozinhando. Veja a receita: Ingredientes 800g de framboesa ½ kg de açúcar* 1 colher de sopa de pectina** ½ colher de café de ácido cítrico diluído em água** *Se você acrescentar outras frutas, como maçã e ameixa preta, dá para diminuir a quantidade de açúcar. **É possível encontrar a pectina e o ácido cítrico em lojas de produtos culinários. Modo de preparo Mexa apenas para misturar os ingredientes e deixe cozinhar até ficar com consistência gelatinosa. Em um fogão industrial, o tempo de preparo fica em torno de 30 minutos. Enquanto a geleia está no fogo, você pode higienizar o recipiente que vai receber o alimento. Ferva potes de vidro com água por 15 minutos e nos 5 minutos finais coloque as tampas para ferver também. Isso vai permitir que o doce seja armazenado por até 1 ano. Outras receitas A Embrapa tem dois folhetos que ensina a preparar geleias tanto em escala industrial quanto para produção artesanal. Para saber como fazer o preparo caseiro, clique aqui. Se você quer aprender a fazer geleia em escala industrial, veja neste link.
Veja Mais

21/07 - Chegada do frio atrasa e prejudica produção de maçãs em Santa Catarina
Fruta precisa de pelo menos 800 horas de frio e, no principal município produtor, a média está em 200 horas até o momento. Chegada do frio atrasa e prejudica produção de maçãs em Santa Catarina O frio em Santa Catarina chegou tarde este ano e prejudicou a produção de maçãs. Esta é a época em que as macieiras estão guardando energia para a brotação, que acontece na primavera. Por isso é que, nesse período, o frio é tão importante. As variedades gala e fuji são exigentes quando o assunto é clima. Para ter uma safra de qualidade e com muitas frutas, são necessárias cerca de 800 horas com temperaturas abaixo de 7,2°C. Em São Joaquim, maior município produtor de maçãs do Brasil, ainda existem pomares com folhas. Esse é um sinal de que o frio esperado para o outono e o inverno veio mais tarde e em menor intensidade. Lá foram registradas, até agora menos, de 200 horas de frio quando eram esperadas 450 horas. Com isso, a planta ainda não está hibernando, ou seja, descansando, o que é fundamental nesse período. O produtor Ronaldo Matos acredita que isso deve atrasar a colheita. "A gente pode ter uma brotação, uma floração mais tarde. O fruto pode vir a nascer um pouco menor", conta. Se daqui pra frente o frio não for suficiente, e o período de dormência atrasar, a Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina (Epagri) indica que induzir a brotação do fruto é uma alternativa para minimizar os impactos nos pomares. "A gente está indicando fazer o tratamento de quebra de dormência. É o principal tratamento que a gente tem hoje. Ela tem o resultados cientificamente comprovados com doses testadas para minimizar a falta de frio", explica a pesquisadora Mariuccia Schlichting.
Veja Mais

21/07 - Cresce produção de feijão no noroeste de MG
Região deverá colher 3,5% mais que no mesmo período do ano passado, com produtividade maior que a esperada pelos agricultores. Cresce produção de feijão no noroeste de MG A produção de feijão no noroeste de Minas Gerais deverá ser 3,5% maior do que na temporada passada. Os agricultores já estão na época de colheita e comemoram os bons resultados. De acordo com a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), Minas Gerais pode produzir na terceira safra 181,5 mil toneladas do alimento. Segundo a secretaria de Agricultura do estado, até agora menos da metade da área cultivada foi colhida. Na fazenda dos agricultores Pedro Machado e Tiago Donizete Machado, em Guarda-Mor, o trabalho de retirada dos grãos começou há duas semanas, e a produtividade nos 300 hectares irrigados está agradando. "Está surpreendendo, estamos produzindo em torno de 55 sacos por hectare, com qualidade muito boa e custo reduzido, a expectativa é boa", afirma Tiago. O preço também está animando os produtores. O agricultor João Alves, que cultiva o grão em Paracatu, fez as contas e diz que a atividade está compensando o investimento. "Você tem um custo nas áreas irrigadas em torno de R$ 100 por saco. Então, abaixo disso daria prejuízo. [Com o preço] a R$ 150 hoje remunera o investimento", explica Alves.
Veja Mais

21/07 - Sudoeste da Bahia retoma criação de gado 4 anos após seca matar 25% do rebanho
Produtores buscaram novas formas de manejo e de alimentação dos animais para garantir renda e emprego na região. Abate de vacas aumentou. Sudoeste da Bahia retoma criação de gado 4 anos após seca matar 25% do rebanho Os pecuaristas do sudoeste da Bahia estão retomando a criação do gado de corte quatro anos após uma grande seca na região matar mais de 160 mil cabeças, cerca de 25% do rebanho local na época. O trabalho de recuperação vem como resposta a um dos períodos mais críticos da pecuária na região. A estiagem forçou mudanças no manejo. Hoje, os produtores conseguem engordar o gado com mais agilidade e ter o dinheiro na mão rapidamente. “Já conseguimos recuperar 16% e precisamos de mais um tempo talvez três, quatro anos a mais para recuperar o nosso rebanho em sua totalidade. Para isso, precisa da chuva retornando para sua normalidade”, diz Marcelo Ferraz, diretor do Sindicato Rural de Itapetinga, um dos 14 municípios que compõem a região. Historicamente o sudoeste da Bahia não sofre tanto com a seca quanto o sertão do estado. A região costumava ter um índice de chuva de 900 milímetros, mas a média foi caindo ano após ano até chegar a 185 milímetros em 2016. Mesmo sem a normalidade das chuvas, o produtor Genildo Borges foi um dos que já conseguiram recuperar o rebanho por completo. A estratégia foi antecipar as vendas de parte dos animais. "Nós tomamos a decisão na hora certa. A gente tinha um rebanho de 1 mil animais e reduzimos para 700, e a gente conseguiu passar por aquela fase muito ruim mas sem perder animal nenhum", diz Borges. Capitalizado com a venda do gado, o pecuarista conseguiu mudar o manejo da propriedade, principalmente em relação ao tipo de pastagem. "A gente passou a reformar pastos, dividir pastos e fazer uma suplementação nos rebanhos para não ficar dependendo só de chuva", explica. Abate de vaca no lugar do boi Os reflexos da seca de 2015 também podem ser percebidos nos abatedouros. Em um frigorífico de Vitória da Conquista que abatia algo em torno de 800 animais por dia, o fluxo ainda não voltou ao normal. Atualmente, são cerca de 600 cabeças e muitas delas são fêmeas que estão ocupando o lugar do boi gordo. Segundo Lucas Oliveira, funcionário do frigorífico, com o abate indiscriminado para o gado não morrer de fome houve um aumento no número de vacas e novilhas encaminhadas para o local. "Antes, a gente abatia em torno de 25% a 30% [dos animais] de fêmea, o restante de boi. Hoje, a gente chega a abater 55% de fêmea", relata o comprador. Oliveira diz que esse perfil de mercado está atrelado também a uma preferência do consumidor da região. "A novilha tem uma qualidade de carne superior a do boi. A novilha acima de 15 arrobas dá uma cobertura de gordura que o consumidor hoje está adorando. Não se via isso de 2015 para trás", conta o comprador. Para suprir essa demanda, muitos pecuaristas têm trazido as fêmeas de outros estados, como Goiás, Tocantins e Pará. Com as vacas seguindo para o abate, já está cada vez mais difícil encontrar bezerros na região. Um gargalo provocado pela seca e que pode ser resolvido com os ajustes do próprio mercado. "Com a saída do produtor da cria, o preço do bezerro está aumentado. Pode demorar mais um pouco por conta do preço que está se pagando pela fêmea gorda aqui na região, mas algumas pessoas já estão começando a fazer cria novamente", afirma Danilo Ribeiro de Souza, que é técnico de uma propriedade da região. Mudança no manejo do gado Para conviver com as instabilidades do mercado, e também do clima, Souza diz que o pecuarista precisa profissionalizar a criação. "A gente começou a investir em genética, investir em nutrição, em suplementação e de lá para cá a gente não saiu mais", conta o técnico. Com esse novo manejo, veio junto o abate mais precoce dos animais. A média na região é de 30 meses. Na fazenda em que Danilo trabalha o boi está terminado com 24 meses. "Isso me permite um giro maior de capital aqui na propriedade. Você vai entrar com o animal na fazenda, logo ele vai engordar, vai sair e vai gerar receita para propriedade", explica Souza. Com isso, quem lida com o gado no dia a dia pode fazer seu trabalho sem a ameaça de perder o emprego. "Muita gente foi demitida por causa da seca. A gente levantava e não via trabalho, hoje a gente levanta e vê o trabalho para gente fazer", afirma o vaqueiro Robério Oliveira Santos.
Veja Mais

21/07 - Maior consumidor de café do mundo, Brasil tem expansão em mercado de cafés especiais
Em média, o brasileiro toma 839 xícaras de café por ano. Dá mais do que duas por dia. Maior consumidor de café do mundo, Brasil tem expansão em mercado de cafés especiais O Brasil passou os Estados Unidos e se consolidou como o maior consumidor de café do mundo, segundo levantamento da Euromonitor Internacional. Em média, o brasileiro toma 839 xícaras de café por ano. Dá mais do que duas por dia. O mercado está em expansão e em especial o nicho de cafés especiais. Segundo a associação que reúne as indústrias, o mercado do café no Brasil vive a terceira a onda. A primeira trouxe o café para dentro de casa. O tipo instantâneo e a embalagem a vácuo. Na segunda onda, surgiram as cafeterias com bebidas também a base do expresso. A terceira onda chega com o surgimento de marcas regionais. Novas técnicas de fabricação. O consumidor começa a descobrir o sabor do café. A a quarta onda já está chegando, aquela onde além da experiência, cada vez mais, o consumidor quer exclusividade no café. Na loja da empresária Gelma Franco, por exemplo, o cliente pode criar o próprio blend, a própria mistura, por meio de um app. No aplicativo, o cliente marca aroma de entrada, secundário, corpo, acidez, doçura e sabor residual. O cliente leva para casa os grãos e em casa faz todo o processo de torra e moagem, ou já leva o saquinho pronto para consumir. MUSEU DO CAFÉ Rua Quinze de Novembro, 95 – Centro Santos / SP – CEP: 11010-150 Telefone: (13) 3213-1750 Site: www.museudocafe.org.br
Veja Mais

21/07 - Pequenas Empresas & Grandes Negócios: contatos de 21/07/2019
Veja como obter informações das empresas citadas no programa. PAPELARIA FINA VEIO NA MALA Site: www.veionamala.com Email: contato@veionamala.com Telefone: (11) 3807-0407 HAROLDO MATSUMOTO - CONSULTOR DE NEGÓCIOS PROSPHERA EDUCAÇÃO CORPORATIVA Rua Coronel Marcílio Franco, 524 - Vila Guilherme São Paulo / SP - CEP: 02079-000 Telefone (11) 2306-4516 Site: www.prosphera.com.br Email: contato@prosphera.com.br SCARAMELLA PRESS Assessoria de Imprensa do consultor Haroldo Matsumoto: Telefone: (11) 2765-8572 FINA IDEIA Site: https://www.finaideia.com.br/ Telefone: (11) 3331-4445 Email: vendas@finaideia.com.br LOJA VERTICAL FORMA LIQUIDA Cidade: Caxias do Sul/RS Telefone (54) 9 91559894 E- mail: adm@formaliquida.com / comercial@formaliquida.com Site: www.formaliquida.com VC NO PEGN CLINICA GATOS CLÍNICA THE CAT DOCTOR Rua: Sena Madureira Nº667 - Vila Clementino São Paulo/SP - CEP: 04021-051 Site: www.thecatdoctor.com.br E-mail: contato@thecatdoctor.com.br Instagram: https://www.instagram.com/cvthecatdoctor/ Facebook: https://www.facebook.com/cvthecatdoctor PEGN.TEC CASHBACK BEBLUE Site: https://www.beblue.com.br/ E-mail: marketing@beblue.com.br Telefone: (16) 99247-1129 MERCADO PLANALTO Avenida Alvaro Guimarães, 663 – Planalto São Bernardo do Campo - SP Telefone: (11) 4341-5424 / (11) 98157-0920 Site: https://www.beblue.com.br/estabelecimentos/sao-bernardo-do-campo-sp/mercado-planalto/27440 NEGÓCIO CAFÉ ESPECIAL IL BARISTA – UNIDADE VILA NOVA CONCEIÇÃO Rua do Consórcio, 191 - Vila Nova Conceição São Paulo / SP – CEP: 04535-090 Telefone: (11) 2538-1155 Site: www.ilbarista.com.br MUSEU DO CAFÉ Rua Quinze de Novembro, 95 – Centro Santos / SP – CEP: 11010-150 Telefone: (13) 3213-1750 Site: www.museudocafe.org.br
Veja Mais

21/07 - Com consumidor mais exigente, boutique de café vira tendência em São Paulo
Empresária investiu R$ 450 mil e abriu a primeira boutique de café, onde só serve cafés especiais, produzidos por pequenos produtores. Com consumidor mais exigente, boutique de café vira tendência em São Paulo O brasileiro está acostumado a tomar café em padarias, cafeterias, uma onda que surgiu nos anos 2000. Agora, chegou a vez da gourmetização do café. É que o consumidor está cada vez mais exigente. Uma empresária que não entendia nada de café, por exemplo, tem hoje oito lojas especializadas na bebida. E com um detalhe: ela só trabalha com cafés especiais. A Gelma Franco conta que descobriu que não tínhamos lugares para tomar café de excelente qualidade e isso a fez ficar muito curiosa. Ela acabou virando empreendedora do negócio. "Descobri que não tínhamos lugares com esse acesso de tomar cafés com excelente qualidade como expresso", conta Gelma Franco. Tudo começou quando Gelma viajou para a Bélgica em 2002 e lá perguntaram como gostaria de beber o café. De volta ao Brasil, Gelma começou a pesquisar e estudar o mercado do café. E com R$ 450 mil montou em 2003 a primeira boutique de café, onde só serve cafés especiais, produzidos por pequenos produtores. "Entrei em uma cafeteria para me aquecer, estava muito frio. E lá recebi duas perguntas muito diferentes para mim: 'como você quer seu café? e 'que tipo de café você quer tomar?'. Então foi muito diferente escutar isso", conta a empresária. O ticket médio é mais alto do que se cobra numa cafeteria tradicional, mas a clientela paga pela experiência. Para o consumidor conhecer a diferença dos vários tipos de café, Gelma criou um tipo de degustação, “o cupping”, como ela batizou o ritual. Funciona aos sábados, numa das cafeterias em São Paulo. Durante a degustação o consumidor registra as sensações num formulário. Hoje, a empresária tem oito boutiques de café. Para formar mão de obra especializada, ela criou há um ano uma escola que com os segredos do café. IL BARISTA – UNIDADE VILA NOVA CONCEIÇÃO Rua do Consórcio, 191 - Vila Nova Conceição São Paulo / SP – CEP: 04535-090 Telefone: (11) 2538-1155 Site: www.ilbarista.com.br MUSEU DO CAFÉ Rua Quinze de Novembro, 95 – Centro Santos / SP – CEP: 11010-150 Telefone: (13) 3213-1750 Site: www.museudocafe.org.br
Veja Mais

21/07 - Empresário cria aplicativo que "devolve dinheiro aos clientes"
Aplicativo de cashback já devolveu R$ 130 milhões para quase três milhões de usuários do app. Empresário cria aplicativo que "devolve dinheiro aos clientes" O cashback é um programa de recompensa para o consumidor, que recebe, em forma de saldo, parte do valor gasto num produto ou serviço. É uma ótima ideia para fazer um cliente comprar mais em um empreendimento. O aplicativo criado pelo Daniel Cava e mais dois sócios atualizou esse conceito. Ele criou um ecossistema em que é possível gastar o saldo recuperado em qualquer estabelecimento parceiro. Rodrigo Lopes, que tem um supermercado, queria criar um programa de fidelidade, e resolveu investir na plataforma cashback, ou seja, no conceito de “dinheiro de volta”. Rodrigo optou pelo aplicativo criado pelo Daniel Cava e os sócios. "A ideia foi criar uma carteira única de recompensas, onde esse consumidor poderia reunir todos esses incentivos em um ambiente só. Você pode acumular uma recompensa em um posto de combustível e consumir em uma padaria, então formando-se aí um programa de coalização de estabelecimentos físicos locais", explica Daniel Cava. O aplicativo é gratuito para o consumidor. Já o comércio paga mensalidade de R$ 299,00 ou um percentual sobre cada transação realizada. O cashback não é novidade, existe há algumas décadas, mas a diferença é que hoje a tecnologia ajudou a melhorar a experiência. Com o GPS do smartphone é possível identificar e saber onde o cliente está. O aplicativo de cashback foi criado em 2016, no interior de São Paulo. Hoje, está em mais de 300 cidades, espalhadas por nove estados. E para o cliente a operação é fácil: para receber os créditos em um estabelecimento credenciado, ele faz a compra normalmente, faz o pagamento e aí depois é só digitar o CPF. Na mesma hora, o cashback aparece no aplicativo. O aplicativo de cashback já devolveu R$ 130 milhões para quase três milhões de usuários do app. E o Rodrigo, dono do mercado, em 12 meses de uso teve um aumento de 33% nas vendas e de 28% na base de clientes. BEBLUE Site: https://www.beblue.com.br/ E-mail: marketing@beblue.com.br Telefone: (16) 99247-1129 MERCADO PLANALTO Avenida Alvaro Guimarães, 663 – Planalto São Bernardo do Campo - SP Telefone: (11) 4341-5424 / (11) 98157-0920 Site: https://www.beblue.com.br/estabelecimentos/sao-bernardo-do-campo-sp/mercado-planalto/27440
Veja Mais

21/07 - Veterinária fatura com clínica com atendimento especial para gatos
A clínica tem recepção, consultório e som ambiente só para gatos. Veterinária fatura com clínica com atendimento especial para gatos Quem tem animal de estimação sabe que quando leva o bichinho para uma clínica ou pet shop, ele pode voltar estressado com o convívio com outros animais. Foi pensando nisso que a veterinária Victoria Cavalcante resolveu se especializar no atendimento de gatinhos. Victória diz que observou que na faculdade de veterinária sempre se aprende mais sobre cachorro e que as clínicas sempre atendem mais cachorros. Na clínica que ela montou são feitos: atendimento médico, cirurgias e tratamento dentário para gatos. "Na faculdade a gente aprende tudo sobre os cachorros. E por esse preconceito com os gatinhos eu acabei querendo trabalhar só com eles", conta Victoria. A consulta custa, em média, R$ 330. A clínica tem a certificação como “Cat Friendly”, clínica amiga dos gatos. E para obter esse selo, teve que cumprir alguns requisitos: ter recepção e consultórios só para gatos. Ela também usa um hormônio felino no ambiente, para deixá-los mais tranquilos. A clínica também tem som ambiente para gato. É um tipo de música específica, como se fosse uma música clássica, que acalma os bichinhos. Em um ano e meio, a clínica cresceu 30%. Para o futuro, a empresária quer mais funcionários, ter mais um especialista em felinos, e depois, oferecer o serviço de internação e atendimento 24 horas. CLÍNICA THE CAT DOCTOR Rua: Sena Madureira Nº667 - Vila Clementino São Paulo/SP - CEP: 04021-051 Site: www.thecatdoctor.com.br E-mail: contato@thecatdoctor.com.br Instagram: https://www.instagram.com/cvthecatdoctor/ Facebook: https://www.facebook.com/cvthecatdoctor
Veja Mais

21/07 - Empresários apostam em conceito de loja vertical em Caxias do Sul
Espaço é suficiente para acomodar todos os produtos e, ainda assim, fazer um modelo enxuto de loja. Empresários apostam em conceito de loja vertical em Caxias do Sul Empresários de Caxias do Sul, no Rio Grande do Sul, criaram um modelo de negócio inovador: a loja vertical. O conceito pode ser aplicado em shoppings, galerias e aeroportos. Eles montaram uma loja de produtos decorativos na parede de um shopping. São quatro metros de altura, nove de largura e apenas 60 cm de profundidade. Mas, o espaço é suficiente para acomodar todos os produtos e, ainda assim, fazer um modelo enxuto de loja. A ideia foi dos sócios Ana Rossato, Débora Garret e Thiago Zanella. Eles já se conheciam quando decidiram abrir a empresa com investimento de R$ 120 mil. "Nós queríamos trazer um produto feito com iluminação, que é uma demanda que o mercado precisa. Porque iluminação além de funcional também é aconchegante", disse Thiago Zanella. Primeiro, eles abriram a fábrica, onde eles fazem a criação e montagem de peças, como luminárias, enfeites, painéis e abajures. Os objetos são inspirados na cultura brasileira e na proteção da fauna e da flora. Quatro meses depois de abrir a fábrica, a loja foi inaugurada. O lugar escolhido foi uma parede vazia num shopping de Caxias do Sul. Andreia Rossato, a arquiteta do projeto, explica que precisava aproveitar cada milímetro de espaço. O negócio chama a atenção dos clientes porque não tem porta: é só passar pelo corredor e já está dentro da loja. A empresa vende entre 100 e 150 peças por mês. E o modelo de negócio funciona bem, porque perto da loja, tem um armário que serve como estoque. A vantagem é que a empresa consegue receber e repor as mercadorias a qualquer hora do dia. Como a ideia funcionou bem em Caxias do Sul, os empresários já estão formatando franquia para levar a loja vertical para outras cidades do Brasil. "Estamos visando shoppings, aeroportos, centros comerciais e principalmente aonde o público precisa ter essa imersão e fazer sentido para essas pessoas", explicou Thiago. FORMA LIQUIDA Cidade: Caxias do Sul/RS Telefone (54) 9 91559894 E- mail: adm@formaliquida.com / comercial@formaliquida.com Site: www.formaliquida.com
Veja Mais